Abrir MEI: o que fazer em caso de ser necessária alteração MEI?

Abrir MEI: o que fazer em caso de ser necessária alteração MEI?

Não Por jaime

Criar MEI é a solução mais rápida para quem quer começar a ganhar dinheiro por conta própria, mas não tem grande infraestrutura para isso e nem dinheiro para investir. O motivo é que, ao abrir MEI, o indivíduo enquadra a sua empresa em um sistema de tributação diferenciado, no qual se paga menos e em uma guia única, facilitando o seu recolhimento.

Contudo, nem todo mundo que escolher fazer MEI quer ficar com a empresa para sempre: muitas vezes, algumas mudanças têm de ser realizadas na forma como ela funciona, no serviço que ela presta e até no local onde ela funciona.

O processo de alteração MEI serve exatamente para isso: para, depois de abrir CNPJ MEI, ser possível fazer todas as mudanças necessárias para que o cadastro da empresa no governo federal reflita a sua realidade e não haja nenhum problema.

Dessa forma, para abrir MEI com segurança também é necessário aprender como fazer essas mudanças, como cancelar MEI e outros detalhes.

Abertura de MEI: quem pode fazer?

Para criar CNPJ MEI, é necessário somete que a pessoa envolvida seja maior de idade, não havendo nenhuma exigência de escolaridade ou de ter sido proprietário de algum outro negócio na vida.

Porém, há regras que quem já está com um negócio funcionando deve considerar: uma regra para como abrir um MEI é não ter mais de um funcionário, o que faria com que a empresa deixasse de ser considerada micro.

Para abrir MEI também é obrigatório que a empresa não tenha um faturamento superior a R$ 81.000 por mês e que não exista qualquer sócio. Novamente, essas coisas fazem com que a empresa deixe de ser considerada micro para ser de pequeno porte e, nesse caso, a tributação é outra e com impostos bem maiores.

Como abrir uma empresa MEI e fazer alteração depois?

Ao abrir MEI online, o processo de alteração de todos os dados é rápido. Primeiro, vamos às orientações para quem está abrindo uma microempresa:

  • Acesse o Portal do Empreendedor. Para isso, clique aqui;
  • Escolha a opção “Formalize-se”;
  • Na janela seguinte, surgirá outro botão “Formalize-se”. Clique nele de novo;
  • Cadastre-se no Gov.br e informe tudo o que for perguntado sobre a empresa

Pronto. Essa é a etapa necessária para que a microempresa seja criada, inclusive com um CNPJ próprio. A partir de então, será possível fazer alterações nos seus dados:

  • Vá ao Portal do Empreendedor de novo;
  • Em vez de clicar em “Formalize-se”, clique em “Serviços”, que fica um pouco abaixo;
  • Clique em “Atualize seus dados”;
  • Modifique o que você quiser com relação à sua empresa, desde o endereço até o nome;
  • Confirme se tudo foi salvo

A aba “Serviços” tem outra funcionalidade indispensável: a de cancelar o MEI. Para tanto, é preciso procurar pelo card “Baixa” e vale dizer que esse recurso só é oferecido quando não se tem impostos devidos. Se você quer qualquer orientação sobre MEI, consulte um profissional contador de confiança.

Leia mais no blog.

 

No votes yet.
Please wait...
Voting is currently disabled, data maintenance in progress.